O Empreendedor Corporativo

February 1, 2016

 

Como você se sente em relação ao seu trabalho? Você acorda todos os dias bem disposto e cheio de ideias ou levanta da cama com aquela sensação de quem vai encarar mais um dia, mais uma batalha? Vai trabalhar cabisbaixo ou de cabeça erguida? Você sabia que sua maneira de encarar sua rotina de trabalho e sua vontade de desempenhar suas funções dizem muito sobre você? Se você ama o que faz, enxerga oportunidades onde os outros veem problemas e está sempre motivado, parabéns! Você é um intraempreendedor. Mas se não, que tal ler este artigo? E se você já é um intraempreendedor, que tal agregar ainda mais conhecimento?

 

Já falamos anteriormente aqui sobre empreendedores e empreendedorismo. O assunto que quero abordar, é empreendedorismo corporativo ou intraempreendedorismo. O intraempreendedor é aquele que aplica empreendedorismo nos limites da organização. Ele não é o dono da empresa, mas é um funcionário que se sente parte do negócio. Sendo assim, diferente daqueles que estão simplesmente fazendo o seu trabalho, o intraempreendedor trabalha com paixão e tem vontade de fazer a diferença dentro da empresa, que sugere novidades e tem seus objetivos completamente alinhados com os da organização. Conhece alguém assim ou se reconhece na descrição?

 

Não é que ele seja fantasioso, pelo contrário. Ele sabe das dificuldades (e, acredite! Ele sabe que serão muitas), mas não se curva diante delas. E aí é que está a diferença entre o colaborador comum e intraempreendedor: ele consegue transformar problemas em soluções rentáveis. Ele faz diferente. É aquele que está sempre interessado em todos os processos, oferece ajuda, estimula outros funcionários, tem vontade de aprender cada vez mais e compartilha seu conhecimento. O intraempreendedor tem interesse por todas as áreas da empresa. Faz questão de aprender muito além do seu departamento. É um profissional que agrega, multiplica, que pensa na companhia como um todo. O empreendedor corporativo não faz só o que está no seu job description, se doa muito mais do que 100%. Ele encara o sucesso da empresa como o seu próprio sucesso também.

Quer um exemplo? Sabe aquele cara que, na hora do cafezinho no corredor dá ideias, sugere possíveis soluções para os problemas da empresa e propõe novos formatos de trabalho? Ele é um intraempreendedor. E todo mundo sabe que o sonho de muitas empresas é ter intraempreendedores entre os seus colaboradores.  Mas o que elas podem fazer para ter colaboradores que se dedicam cada vez mais para que ela seja bem sucedida? Para estimular intraempreendedores, é preciso incentivar o sentimento de que ele pode fazer a diferença.

 

Apesar do gestor admirar e buscar a proatividade, muitas vezes esbarra em motivos hierárquicos e/ou burocráticos e encontram dificuldades em estimular o intraempreendedorismo. E você, empresário? Como recebe uma nova ideia ou uma sugestão de melhoria nos processos de trabalho? Reclama do orçamento? Não dá muita atenção? Você acredita que eles não podem te ajudar? Se a resposta para as perguntas for positiva, sugiro que mude rapidamente o seu jeito de pensar antes que a crise te afete, se é que já não afetou! Entenda a importância de ouvir aqueles que estão no dia a dia da empresa, enxergue a companhia através de um novo olhar, saia da sua zona de conforto! Eu, como empresário, sei o quanto é difícil implantar a cultura do intraempreendedorismo. Mas sei também que trará bons resultados e muitos lucros. E todos sairão ganhando com isso.

 

O empreendedor corporativo é peça fundamental para a transformação das organizações. Em um

mercado competitivo como o de hoje, quem ficar acomodado não terá vez. Ousadia, curiosidade e paixão são as palavras chave.

 

Então, quando amanhã o seu despertador tocar, deixe de lado a acomodação e busque aquela energia do primeiro dia de trabalho. Lembre-se de tudo o que já percorreu para estar onde está agora e acredite que há muito mais por vir. Inove, ouse, crie e, principalmente, ame o que faz. “É só mais um dia”, mas suas atitudes podem fazer toda a diferença.

 

E então, intraempreendedor, se você vem tentando empreender e encontra barreiras no seu caminho, já imaginou se existisse uma pílula que lhe transformasse em um empreendedor?

Lembre-se sempre: Você pode Ser e Ter o que quiser, comece, acreditando em você!

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

E aí, você já sabe a Estrada da Vida que quer seguir?

April 22, 2017

1/10
Please reload

Posts Recentes

April 29, 2016

Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

 Alexandre Cury - 2019 - Todos os direitos reservados